Facebook Youtube IPDJ Comité Olímpico Comité Paralímpico Confederação do Desporto Fundação do Desporto Centro de Alto Rendimento UCI UEC Jogos Santa Casa
Início UVP-FPC Equipa Portugal Estrada BTT BMX Pista Escolas Ciclocrosse Ciclismo para Todos
Filiações 2019
Área do Utilizador
Parceiros Oficiais
Vantagens Filiados
Vantagens Filiados
Calendários
Calendário Nacional FPC
Calendários Regionais
Info. Desportiva
Documentos/Formulários
Formação
Formação
Centros BTT
Documentação
Centros BTT
Regulamentos
Gerais
Estrada
Pista
BTT
BMX
Ciclocrosse
Trial
Escolas de Ciclismo
Ciclismo para Todos
Antidopagem
Arbitragem
Disciplina
Contactos
UVP-FPC
Associações
Organizador Provas
Notícias
 
João Almeida travado por queda
Equipa Portugal
João Almeida foi o 28.º classificado na prova de contrarrelógio para sub-23 do Campeonato do Mundo de Estrada, disputada hoje, sob chuva torrencial, na região inglesa de Yorkshire. O desempenho do corredor português foi prejudicado por uma queda, na fase inicial da corrida.

O exercício individual de 30,3 quilómetros, entre Ripon e Harrogate, disputou-se sob uma chuva diluviana, que provocou algumas quedas. João Almeida foi um dos acidentados, ainda no início do contrarrelógio.

“Tinha acabado de avisar o João para ter cuidado com a acumulação de água na estrada, de modo a que escolhesse os locais menos alagados. Mas, logo a seguir a uma curva à direita, foi confrontado com uma altura de água de vários centímetros e era impossível evitar a queda”, explica o selecionador nacional, José Poeira.

O acidente aconteceu com cerca de 5 quilómetros percorridos. “De repente encontrei uma grande altura de água. A bicicleta começou a travar e fui projetado pelo ar, caindo de frente, por cima do guiador”, conta o natural das Caldas da Rainha.

Apesar do infortúnio, João Almeida ainda registou o quarto melhor tempo no ponto de cronometragem instalado ao quilómetro 14,2. Só que a queda teve consequências no material do jovem português, limitando-lhe o desempenho. “O ciclocomputador deixou de funcionar. Fiquei sem qualquer dado, velocidade, pulso, potência, distância… Acabei por ter de fazer grande parte da prova condicionado, mas as sensações eram boas”, resume João Almeida.

O médico da Equipa Portugal, Filipe Lima Quintas, fez uma avaliação preliminar do corredor, não detetando qualquer lesão grave, apenas escoriações. No entanto, irá monitorizar a situação ao longo da semana, de modo a que João Almeida se apresente nas melhores condições na prova de fundo, marcada para sexta-feira.

O corredor da Equipa Portugal foi o 28.º, a 2’49’’39 do dinamarquês Mikel Bjerg, que conquistou o terceiro título mundial consecutivo, com 40’20’’42. O nórdico foi acompanhado no pódio por dois representantes dos Estados Unidos da América, Ian Garrison, que ficou a 26,45s da medalha de ouro, e Brandon McNulty, que gastou mais 27,69s do que o vencedor.

André Carvalho não se deu bem com o contrarrelógio disputado no período da manhã em que a chuva foi mais forte, acabando na 42.ª posição, a 3’40’’20.
2019-09-24 - 12:12:00
Partilhar Facebook
« Voltar
 
 
Assembleia Geral
Documentos 2 novembro 2019
120 Anos FPC
Ciclismo Vai Escola
Inscrições Online
História do Ciclismo
História do Ciclismo
Marcos Históricos
Palmarés das Corridas Portuguesas
Volta a Portugal
PNED
Lojas Oficiais
Redes Sociais
Site desenvolvido por: Cyclop Net - Desenvolvimento de Sites Profissionais